Neste sábado, 19/11, Programa inédito Rock CPT com o especial da band
Programa inédito Rock CPT com o especial da banda Triúno. ...
Seminário Concórdia realiza Simpósio de Missão Internacional
A minha igreja está na cidade - Uma visão multifacial da missão da Igreja na cidade ...
Mensagem do presidente da JELB sobre seus 91 anos
O jovem Gadiel Baminger, presidente da Jelb, fala sobre a celebração dos 91 anos da Jelb ...
45º Congresso Nacional da JELB e 1º Encontro Latino Americano
Programação conjunta será de 17 a 22 de janeiro de 2017, em Governador Celso Ramos, SC ...
Banda Herdeiros - Povos, Cantai! Nasceu Jesus
"E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito ...
HeartSong Cedarville University - A Mighty Fortress
A música Castelo Forte, de Martinho Lutero, numa versão contemporânea ...
Fernandinho - Música: Galileu
Galileu, o novo CD do Pr. Fernandinho, traz canções, cujas mensagens nos reportam ao ponto mai ...
Projeto Líder de Louvor - Ver aonde vou
Como um pai que educa o filho, Ele nos ensina a caminhar, mostra que nós temos um lugar. Ver o ...
foto: Internet
Os três pilares da Reforma Luterana
Texto retirado do Jornal da Paz - Edição comemorativa - Outubro/ 2011

Ao celebrarmos os 494 anos da Reforma Protestante, é oportuno recordar que ela foi construída sobre três pilares. O primeiro é o de que só a Escritura Sagrada (sola Scriptura) é fonte autêntica de fé e de vida. Por isso, sendo Palavra de Deus, os ensinamentos da Igreja precisam estar fundamentados nela.

Nas famosas 95 teses, Lutero condenou práticas e ensinamentos meramente humanos que, não tendo fundamento na Bíblia Sagrada, afastavam as pessoas de Deus. O principal entre tais ensinos era de que cada um poderia conquistar sua própria salvação fazendo obras ou comprando o perdão dos pecados (indulgências).

É cada vez mais importante confessarmos que somente a Bíblia é fonte de fé e de vida porque há muitas vozes dizendo coisas que a Bíblia não ensina.

Infelizmente, sempre haverá quem ensine que o homem pode resolver sozinho o seu problema maior, que é o pecado. Ao contrário, a Bíblia mostra que Deus providenciou perdão e salvação por meio do sofrimento, morte e ressurreição de seu Filho Jesus Cristo (Jo 3.16).
Muitos pregam que, uma vez cristão, o homem não vai ter mais problemas; que todas as doenças serão curadas e as dificuldades financeiras vão desaparecer. Jesus, no entanto, afirma na Escritura: “No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (Jo 16.33b).

O segundo pilar que sustentou a Reforma é o de que o ser humano é aceito por Deus não por méritos pessoais ou por qualquer obra que tenha praticado, não pela sua bondade, mas somente pela graça de Deus (sola Gratia). Quando a Bíblia fala em graça, ela se refere a um favor que eu não mereço, que Deus me dá por bondade, amor e misericórdia. Esta verdade jamais deve ser esquecida.

É impressionante como há insistentes vozes afirmando que, por seu próprio esforço, o homem pode conquistar o favor de Deus. É a teologia das obras, que tanto fez Lutero sofrer e que continua sendo repetida em nossos dias. Praticavam receitas de sacrifícios, mas não encontravam paz; e só lhes restava angústia cada vez maior diante da dúvida de não terem feito o suficiente e porque desconheciam que “pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2.8,9).

O terceiro pilar que embasou a Reforma enfatiza que somente a fé (sola Fide) é meio exclusivo pelo qual o homem pode se apropriar das promessas de Deus, de conceder perdão, vida e salvação. As pessoas só recebem o que Deus promete quando confiam em Jesus e a ele se apegam.

Impressiona-me a facilidade com que o ser humano é levado a confiar em si e em seu próprio potencial, em vez de confiar em Deus e na salvação que ele conquistou para toda a humanidade em Cristo Jesus. Em qualquer tempo, esta verdade é única e jamais deve ser esquecida: “Crê no Senhor Jesus e será salvo” (At 16.31); “Não há salvação em nenhum outro” (At 4.12); “O justo viverá por fé” (Rm 1.17).
Rev. Nivaldo Schneider - Pastor da Congregação Paz da IELB
Texto retirado do Jornal da Paz - Edição comemorativa - Outubro/ 2011
domingo, 21 de julho de 2013

Comente este post!

Teófilos.Net
Teófilos.Net - Um Site para os Amigos de Deus
Compartilhando: Conhecimento Bíblico - Artigos Teológicos - Conteúdo Cristão
E-mail: wagnerjann@gmail.com
2009-2017 - Todos os Direitos Reservados - Teófilos.Net
Desenvolvido por: Wagner Jann
rolex replica sale | hublot replica uk | replica watches sale | rolex replica uk